Personalidades » André Fagundes Pase

André Pase: jogos eletrônicos como meio de comunicação

André Fagundes Pase

Desde o início da faculdade de Graduação em Jornalismo em 1996, André Fagundes Pase atuava com internet. Trabalhou na área de conteúdo na Zero Hora Digital, admitindo que “estava no local certo e no momento certo” quando a revolução da internet anunciava mudanças na área da comunicação. Desta forma, planejou, junto com colegas que hoje também estão na Famecos, formas de aproximar a web do jornal, do rádio e da televisão, , “quando a internet dava os primeiros passos e não era tão fácil como é hoje, quando pegamos o celular, tiramos uma foto e a colocamos no Instagram ou no Facebook”.

Frases:

“Um fato muito bacana no programa de Pós da Famecos é que por onde andamos encontramos pessoas que estudaram aqui e estão fazendo as coisas acontecerem”.

“ No cenário digital, é importante perceber o que ocorreu, entender e, depois,  propor e executar novas possibilidades”.

Questionário

P – Quando veio o convite para dar aulas na Famecos?

Pase – Em 2001, quando a faculdade montou os primeiros quadros para o jornalismo e internet, mas comecei a dar aulas em 2002. Então, tudo se iniciou numa época em que as coisas estavam acontecendo e planejamos para que isso também ocorresse.

P – Quais as tuas áreas de atuação?

Pase – Na Graduação, ministro cadeiras de Jornalismo Digital, de Jornalismo On-line e eventuais orientações de monografia. No Pós, a disciplina chama-se Comunicação Contemporânea e Manifestações da Informação no Entretenimento. Entretanto, gostaria de voltar um pouco no tempo e relembrar minha fase de estudante na Graduação em que já atuava com histórias em quadrinhos. No Mestrado, fui trabalhar com interfaces gráficas que serviram de ponte para me levar para, de fato, para o mundo digital. Assim, acompanhei toda a mudança imagética da passagem dos LPs, os antigos longs plays, de música para o MP3. Era uma época em que não tinha streaming de música, não tinha Spotify, mas tinha uma grande alteração a caminho do digital, trabalho encerrado em 2004.

P – E o Doutorado?

Pase – No Doutorado entrei totalmente on-line. Raciocinei que se a internet transformou a música e várias outras coisas, acho que pode influenciar ainda mais. Também se discutia muito, neste período, a televisão digital. Então, a internet apresentava muitas perspectivas para o vídeo, está o YouTube para não me desmentir, e o que poderia refletir no futuro. O Doutorado conclui em 2008 e em 2011 encaminhei um Pós-Doutorado como professor-visitante no MIT (Massachusetts Institute of Technology) com foco em jogos digitais, fechando uma trajetória. Então, todas essas etapas (perceber algo que estava ocorrendo; reunir a transformação que o digital fez; o olhar do digital, encampando uma outra forma de comunicação) foram importantes para chegar numa coisa muito especial, que é olhar o jogo eletrônico como meio de comunicação.

P – Como o jogo se faz uma nova forma de comunicação?

Pase – Pois é. Normalmente, vemos o jogo como um jogo, como uma forma de diversão. Mas há toda uma preparação. É, sem dúvida, uma maneira de comunicação bem alinhada com as pessoas no seu dia a dia. O jogo pode te contar coisas muito sérias. E esse é o fechamento de tudo que já tratei e me trouxe ao Pós-Graduação da Famecos em 2013.

P – De que forma isso é trabalhado em aula?

Pase – O jogo é trabalhado não só como informação e entretenimento, mas sobretudo tentar entender esses novos espaços de comunicação digital. E como nós só não ocupamos esses novos espaços, seja jornalismo on-line ou comunicação mobile, mas como usamos isso da maneira correta para comunicar. Então, antes de tudo temos que olhar para esse espaço digital, entende-lo e daí fazer as possibilidades percebidas acontecerem de verdade.

 

Curso(s): ,

Década(s) de referência: 2000, 2010

Vínculo Famecos: Aluno, Professor, Coordenador

Graduação em: Comunicação Social - Jornalismo,Famecos/PUCRS (2000).

Mestrado em: Mestrado em Comunicação Social, Famecos/PUCRS (2004).

Doutorado em: Doutorado em Comunicação Social, Famecos/PUCRS (2008). Pós-Doutorado em Ciências Sociais Aplicadas/Comunicação, Massachusetts Institute of Technology (2012).

Produção do material sobre esta personalidade: Patrícia Prestes de Ávila e Luciano Klockner

Edição do material: Luciano Klockner

Dados cadastrados por: Patrícia Prestes de Ávila

Post publicado em: 15 de julho de 2014